Sunday, July 20, 2014

PUTZ, EM QUATRO LETRINHAS CABE UM MUNDO!

Sempre ouvi e usei a gíria “puts”, que descobri que é grafada com “z”, então corrijo aqui, na mente e no teclado este “putz”. Qualquer situação inusitada, de espanto ou admiração, ela me saía da boca quase que automaticamente. Raras vezes, acompanhada do “grila” “putz grila” - que também já vi escrita de forma unida, em uma palavra única e até com o “o”, em “putz grilo”.
Esses dias, a amiga Mônica Delicato teclou “Putz. Não faço check-in com Luanna e Andresa Delicato desde Maio”, lá de Portugal. Comentei “Adoro essa gíria. Sempre falo Putz!, ou Putz Grila!”.  Mônica respondeu “Achei estranho mas foi da aplicação lascar essa”.
Aí percebi que a gíria ganhou mais significados, pois “lascar essa eu não conhecia”. Não só está viva, para meu alívio, como cresceu e gerou descendentes, tem novas possibilidades. Por isso, neste café de domingo, gasto latim para falar desta velha amiga e aliada de nossa Língua Portuguesa, a palavrinha “Putz”, que tem só quatro letrinhas – três consoantes (p,t e z) e uma única vogal (u). E que é discriminada, pois não consta dos dicionários formais da nossa valorosa Norma Culta. Quanto a isto, protesto já.
Putz é da fala, da norma não “(in)culta” mas informal, coloquial. Isso me alegrou o coração. Porque a língua falada sempre chega antes, respira mais forte, muda e se transforma a todo instante. Identifiquei-me com essas quatro letras porque gosto de mudar móveis do lugar, de passear por lugares novos. Não sou de ir ao trabalho pelo mesmo caminho todos os dias, nem de só usar esmalte pastel, ou só vermelho. Mudança é coisa que me agrada, atrai. Até de casa, de cidade, de país.
Uma vez li que a gíria “Putz” era da década de 1970 e identificava pessoas que a aplicavam pela idade, já que jovens de agora têm novas gírias. Confesso que muitas vezes não as entendo de bate-pronto, mas peço esclarecimento. Crianças, filhos ou até netos de amigos(as) são ótimos(as) conselheiros(as) para isso. Resposta na ponta da língua. E sempre aprendo mais uma.
Esta semana, foi Mônica que me ensinou o ”lascar essa” para “Putz”. Adorei. Fato é que nunca saberemos tudo o que pode comportar uma palavra, ainda mais em regiões diferentes, países distintos, com pessoas diversas e culturas independentes. Mesmo se tratando de pessoas conhecidas, amigas, que tem a mesma língua materna, a Língua Portuguesa, criadas no mesmo interior do Estado de São Paulo (em Bauru e em Santo Anastácio e Presidente Prudente). E que agora moram em países irmãos, pois Portugal inaugurou o Brasil na fala e escrita em Língua Portuguesa. Mas tudo adquire nuance própria, adaptada.
É uma riqueza essa mobilidade da fala. E o registro dos usos da língua falada na escrita. Isso “a mi me encanta”, como se diz em espanhol. Como é rica e linda essa nossa Língua Portuguesa. E como precisamos ficar atentos para aprender a todo instante.
Em casa, planejo parafusar rodinhas nos móveis fixos mais pesados (como estantes de livros e balcão), mas a Língua Portuguesa sempre teve rodinhas, asas, turbinas, túnel do tempo. Esta sim viaja na velocidade da luz, a cada nova utilização de uma sua palavrinha, ou expressão, ou gíria.
As palavras, neutras por definição, ganham nova vida a cada uso, no discurso. Isso é apaixonante. E nada é definitivo na linguag



em, como também não o é no pensamento e na vida. O significado é vivo, pois está nos olhos de quem vê(lê) qualquer discurso. Como a fala, que tagarela o tempo todo e tem pele viçosa por isso.
Pegar um significado no ar, no meio dessa viagem constante da língua, para usar aqui e agora no nosso escrito (porque não sou isolada do social, do coletivo, do cultural), é uma brincadeira das que mais gosto.
Putz, escrevi um montão de novo!”


* * *

Só para ilustrar, volto ao tema de início e deixo links e significados para a palavra “putz”, ou “putz grila”:

- Putz tem vários significados, mas acho que o de Coimbra -Portugal cabe na gíria, quer dizer: aprendiz, jovem iniciado. 
Grila vem de grilo :indivíduo chato, maçador. Juntando Putz + Grila = cara chato. https://br.answers.yahoo.com/question/index?qid=20081207095223AA6kFfe
- O que é Putz:
Putz é uma palavra da gíria brasileira popularmente utilizada como interjeição com o significado de espanto ou susto. A palavra putz é uma forma de suprimir um grosseiro palavrão, um popular calão pesado e ofensivo à mãe, mal visto socialmente e, como tal, não é bem acolhido por quem o ouve. Contrariamente ao calão que lhe deu origem, putz é uma expressão que não tem nenhuma conotação pesada ou de apreciação negativa.
Putz é uma palavra da gíria brasileira popularmente utilizada como interjeição com o significado de espanto ou susto. A palavra putz é uma forma de suprimir um grosseiro palavrão, um popular calão pesado e ofensivo à mãe, mal visto socialmente e, como tal, não é bem acolhido por quem o ouve. Contrariamente ao calão que lhe deu origem, putz é uma expressão que não tem nenhuma conotação pesada ou de apreciação negativa.
São diversas as situações nas quais se usa a interjeição putz. Além de espanto ou susto, também exprime impaciência ou desapontamento. As frases abaixo podem exemplificar o uso da interjeição:
“Putz, nem me diga!”
“Putz, o computador travou de novo!”
“Putz, perdi o ônibus!”
http://www.significados.com.br/putz/

- Putz grila: outra gíria das antigas do Rio (assim como falar "das antigas"), para substituir o palavrão de origem e fazer o carioca parecer mais educado. Usualmente, sintetizada simplesmente em "putz", ou, na forma mais anasalada, "pâtz", sempre com reticências depois. Serve para qualquer coisa desagradável, mas não muito, que aconteça.
Blog do Jorge - Desvarios, agruras e insanidades de um jornalista
http://www.blogdojorge.com.br/2012/07/dicionario-rio-x-sao-paulo-de-girias-e_9.html

- Putz ou Putz grila: Interjeição que indica surpresa, espanto diante de alguma coisa.Muitas vezes, apenas o fato de ouvir alguém pronunciar “Putz!”, denota que aconteceu algo inesperado, que causou espanto ou surpresa.

http://minilua.com/girias-diferentes-regioes/ 


1 Comments:

Blogger nilgreg said...

Putz Grila é uma gíria alemã que tinha dois significados : um era uma expressão de espanto, algo Incrível, fantástico ou extraordinário, utilizada pelos adultos e pessoas de mais idade, que pensavam, que dificuldade seria para pegar um grilo para limpá-lo, situação realmente incrível ; o outro significado era mais entre os jovens, roqueiros, prostitutas e hippies da época, que ao se referir ao ato de praticar sexo oral numa mulher, (já que tanto lá como cá, grillen que é grilo literalmente , era um dos apelidos do clitóris "grelo" ) ,e Putz vem de putzen que é polir, limpar, fazer brilhar em alemão. Mas ao chegar ao Rio de janeiro, a gíria ganhou significado de espanto, assombro, pois um gaiato compôs uma canção, infelizmente não tenho o seu nome agora, e a canção versava sobre as coisas ruins do governo militar, era ditadura na época, em vez de citar o que era ruim o autor escreveu a gíria Putz Grila, como não era uma expressão conhecida dos censores passou pelo crivo dos militares e foi autorizada, fez o maior sucesso no carnaval carioca conquistando a todos e tornando-se uma gíria ou expressão idiomática brasileira de espanto, o mesmo que caramba, puxa vida, que coisa etc.. É claro que que muitos veem Putz como uma corruptela do palavrão "Puta" ou "Puta Q P...", mas é só semelhança, a sua origem é alemã e seu primeiro significado é em alusão a prática do sexo oral no órgão feminino, o que para muitos jovens e hippies da contracultura nos anos 60 era realmente incrível ,fantástico extraordinário, com todo respeito.Nivaldo Gregório

7:06 PM  

Post a Comment

<< Home